Nesse post, falo sobre pessoas que não dizem o que pensam/sentem, e que descontam os seus dissabores na comida.

Percebo que a maioria das pessoas que tem dificuldade para emagrecer, apresentam esse tipo de comportamento. Guardam suas emoções, seus pensamentos, seus sentimentos, principalmente aquilo que não gostam, e acabam tentando compensar o sentimento de dor causado por essas situações comendo. E geralmente, não é comendo alimentos saudáveis. É comendo alimentos ricos em carboidratos, em gorduras ruins, porque são esses alimentos que o cérebro está acostumado, ou seja, condicionado a receber quando são confrontados com emoções negativas. Pode até ser que existam casos de pessoas que optam por brócolis ou alface, mas eu sinceramente nunca ouvi falar de nenhum…rs E muitas vezes, esse ato de comer também funciona como uma “punição” por essa pessoa não ter feito/dito o que de fato gostaria de fazer. E serve para deixar essa pessoa ainda mais fragilizada e sensibilizada com a situação.

Então, o que fazer quando acontece uma situação como essa? Primeiramente analisar o contexto em que ela aconteceu. Dependendo da situação, existe a possibilidade de você começar a se posicionar. Não é preciso e nem salutar sair do 8 para o 80, não dizer nada e de repente começar a falar coisas que você não vá sustentar depois, mas dá para encontrar um meio termo. Sinalizar quando não gosta de alguma coisa que acontece, de alguma palavra, de alguma piada e aos poucos ir se impondo em suas relações. As pessoas com o tempo, vão começar a compreender que você tem limites, e irão começar a respeita-lo (a), e não será mais necessário você ficar o tempo todo dizendo o que gostou e o que não gostou.

Para que uma pessoa te respeite, é preciso deixar claro o que você permite ou não. Mas isso é uma questão de tempo. Tempo também para que você consiga fazer isso sem sofrer e sem descontar os seus problemas/dificuldades na comida.

× Como posso te ajudar?